Sérgio Moro fala na Câmara sobre mensagens vazadas na Lava Jato

O ministro Sérgio Moro se apresenta à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara para explicar as mensagens atribuídas a ele e a procuradores publicadas pelo site The Intercept Brasil.

De acordo com o site, os supostos diálogos sugerem que Moro orientou a atuação de integrantes da Lava Jato enquanto era o juiz responsável pelos processos em Curitiba. O atual ministro da Justiça não reconhece a autenticidade das mensagens e diz ter sido vítima de um crime praticado por hackers. Ele diz não ver ilegalidades nos trechos divulgados até agora.

Em sua fala inicial na Câmara, Moro defendeu o trabalho da Lava Jato, disse que nunca agiu de forma ilegal e reiterou que não reconhece a autenticidade das mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil. O ministro disse que o ataque a celulares de autoridades é criminoso e busca prejudicar o resultado das investigações.

Nas reportagens, o site divulgou supostas conversas nas quais o ex-juiz cobrava novas fases da operação, classificava de “showzinho” uma manifestação da defesa de Lula e afirmava que investigar FHC “melindra alguém cujo apoio é importante”.

No dia 19 de junho, o ministro foi ouvido em audiência na CCJ do Senado. Na ocasião, afirmou que não tem nada a esconder, negou conluio com procuradores, disse estar convicto de que agiu corretamente na Lava Jato e que não tem apego ao cargo de ministro.

No domingo, 30, atos em defesa de Moro aconteceram em diversas cidades no Brasil.

Acompanhe ao vivo a fala de Moro na Câmara.

O post Sérgio Moro fala na Câmara sobre mensagens vazadas na Lava Jato apareceu primeiro em .

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook