Noticia – Internacionalização do Mato Grosso em pauta na Embratur

Presidente do Instituto recebe secretários do governo do estado para discutir ideias para promoção turística da região e do Pantanal no exterior

A presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Teté Bezerra, recebeu, na manhã desta quarta-feira (20), o secretário de Desenvolvimento Econômico do Mato Grosso, César Miranda, e o secretário adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, para debater ações para o avanço do turismo na região e possíveis iniciativas de promoção de todo o potencial do estado para o setor.

Segundo Teté, o Ecoturismo é o principal segmento a ser desenvolvido e promovido no exterior, com grande apelo para mercados estratégicos, como a China. Neste cenário, o Pantanal, que também abrange o estado vizinho Mato Grosso do Sul, tem grande destaque e pode contribuir decisivamente para a internacionalização do estado.

“O potencial do bioma no segmento Turismo de Natureza é reconhecido internacionalmente. É muito importante que o Mato Grosso e outros estados participem das ações de promoção que a Embratur promove no exterior para abertura internacional e a atração de mais estrangeiros para esses destinos”, explica. 

Além da presença nas feiras internacionais, a presidente defende que o estado esteja inserido nas plataformas digitais do Instituto que conectam o trade nacional e internacional para o fechamento de negócios, como o Visit Brasil Market Place, ambiente digital que pode ser considerada a versão digital das feiras de turismo atuais.

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Mato Grosso, César Martins, destacou a vocação do Mato Grosso para o setor, tanto em relação aos recursos naturais quanto culturais. Martins defendeu o trabalho conjunto de promoção entre as secretarias do estado e a Embratur e afirmou que o setor de turismo será tratado como uma atividade econômica no Mato Grosso. 

Já o secretário adjunto de Turismo do Mato Grosso, Jefferson Moreno, ressaltou o interesse do estado em participar das feiras internacionais de turismo previstas na Agenda de Promoção Comercial do Turismo Brasileiro no Exterior para o segundo semestre de 2019. Segundo ele, é preciso colocar os produtos turísticos do Mato Grosso na prateleira internacional e a participação nas ações da Embratur é importante para alcançar resultados econômicos positivos.

A título de comparação, as feiras do segundo semestre de 2018 contaram com 145 vagas para participação de coexpositores nos espaços do Brasil. A expectativa de negócio é superior a US$ 116 milhões para os 12 meses subsequentes às participações.        

 

Fonte: Embratur

Comentários Facebook