Ministro articula fechamento de questão para votar Previdência

Em entrevista ao Blog, o ministro Antônio Imbassahy, da Secretaria de Governo, revela que o Palácio do Planalto já articula o fechamento de questão de partidos aliados em torno da reforma da Previdência.

A estratégia é evitar a dissidência de deputados nas bancadas para diminuir riscos com a votação. Depois da invasão da comissão especial da reforma da Previdência por agentes penitenciários, Imbassahy avisa que o governo não vai aceitar ser intimidado pelo movimento.

Leia abaixo a entrevista:

Blog – Como o governo analisou o episódio em que a comissão especial da reforma da Previdência foi invadida por agentes penitenciários?

Antônio Imbassahy – Isso terá efeito contrário à corporação. Quem assistiu aquela cena de viu que é uma coisa assim criminosa. Porque interromper funcionamento do Congresso com gritos, hostilidade, agressões físicas, isso é uma coisa inconcebível! A Câmara certamente vai reagir e eu tenho a mais absoluta certeza, pelo que eu estou ouvindo entre vários parlamentares, que nesse caso específico não vai ter a menor possibilidade de se fazer algo que signifique avanço para a aposentadoria. Corporação que age dessa maneira não merece o respeito da sociedade brasileira.

Blog – O governo já trabalha com uma nova estratégia para votar a reforma da Previdência: o fechamento de questão dos partidos?

Imbassahy – Tem vários partidos que estão começando a avaliar essa perspectiva de fechar questão, pela relevância do assunto para avida do país e para o futuro dos brasileiros. Então, quem tem mais conhecimento dessa situação dramática das contas públicas, do sistema previdenciário, tem responsabilidade. Porque se nada for feito acaba até comprometendo quem já está sendo beneficiado pela previdência pública. O que nós queremos verdadeiramente é que as bancadas de cada partido decidam, conversem e certamente os partidos através das suas direções superiores vão examinar a situação. Agora, as indicações são de que partidos já estão começando a avançar essa possibilidade concreta de fechar questão.

Blog – Por que o fechamento de questão dos partidos?

Imbassahy – Isso dá uma segurança maior, dá mais conforto até para o próprio parlamentar que as vezes tem uma dificuldade junto às suas bases. Dá também um sentimento assim de robustez do Congresso em torno de uma causa. Enfim, é uma situação que eu acho que vai favorecer bastante e vai impulsionar e marcar uma vitória que se aproxima. Nós estamos trabalhando muito. Mas um fechamento de questão de vários partidos da base do presidente Michel Temer tem grande significado.

Fonte: G1