Homenagem a Bolsonaro em Nova York é cancelada

Bolsonaro diz que dinheiro pago a primeira-dama foi quitação de dívida

Foto: Agência Brasil.

A homenagem que o presidente Jair Bolsonaro receberia no dia 14 de maio em Nova York foi cancelada. A informação foi confirmada em nota pela Secretaria da Presidência na noite desta sexta-feira, 3.

Desde que foi anunciado, o evento promovido pela Câmara de Comércio Brasil-EUA com apoio de instituições brasileiras e estrangeiras, sofreu alterações. Primeiro, o Museu de História Natural de Nova York voltou atrás e se negou a sediar o evento na cidade. A medida foi comemorada pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio, que chegou a chamar Bolsonaro de racista e homofóbico.

A homenagem estava programada para acontecer no hotel da rede Mariott. No decorrer da semana, outros grupos como a Delta Airlines e a Bain&Company também saíram da organização do jantar. Nesta sexta-feira, o jornal Financial Times retirou seu patrocínio ao evento.

Também nesta sexta-feira, foi anunciado que o Banco do Brasil (BB) pagaria R$ 47,5 mil (o equivalente a US$ 12,5 mil) por uma mesa de dez lugares no jantar de gala. A informação foi revelada pelo jornal Folha de S. Paulo e confirmada pelo Globo.

Entre os patrocinadores ainda havia diversas empresas multinacionais, tais como os bancos HSBC, Morgan Stanley e o Santander.

O prêmio de “Personalidade do Ano” já foi dado brasileiros como o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o atual governador de São Paulo, João Dória, e o ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

O Gazeta News entrou em contato com a assessoria de comunicação do Itamaraty que ficou de confirmar por email. No entanto, a secretaria soltou a nota e o cancelamento também foi confirmado por fontes envolvidas diretamente com o evento.

Com isso, a visita que o presidente provavelmente faria à Flórida também não vai acontecer. Bolsonaro encontraria com a comunidade brasileira no sul da Flórida no dia seguinte ao evento em Nova York.

Veja na íntegra a nota:

NOTA À IMPRENSA

O Presidente da República agradece a homenagem proposta pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, ao escolhê-lo “Personalidade do Ano de 2019”.

Entretanto, em face da resistência e dos ataques deliberados do Prefeito de Nova York e da pressão de grupos de interesses sobre as instituições que organizam, patrocinam e acolhem em suas instalações o evento anualmente, ficou caracterizada a ideologização da atividade.

Em função disso, e consultados vários setores do governo, o Presidente Bolsonaro decidiu pelo cancelamento da ida a essa cerimônia e da agenda prevista para Miami.

Otávio Santana do Rêgo Barros

O post Homenagem a Bolsonaro em Nova York é cancelada apareceu primeiro em .

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook