Câmara aprova homenagem a jornalista em Lages (SC)

Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados
Comissão mista sobre a MP 767/2016, que dispõe sobre os planos e benefícios da previdência social, e a Lei 11,907/09, que dispõe sobre a reestruturação da composição remuneratória da carreira de perito médico previdenciário e da carreira de supervisor médio-pericial, e institui o bônus especial de desempenho institucional por perícia médica em benefícios por incapacidade. Dep. Arnaldo Faria de Sá (PTB - SP)
O deputado Arnaldo Faria de Sá foi o responsável pela redação final na CCJ

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou proposta que denomina Elevado José Paschoal Baggio o trecho que liga a rodovia BR 282 com a Avenida Duque de Caxias, no município de Lages, em Santa Catarina. Como tramitava em caráter conclusivo, o texto seguiu para análise no Senado.

O Projeto de Lei 7631/14, do deputado Jorginho Mello (PR-SC), é uma homenagem ao jornalista José Paschoal Baggio, que nasceu no dia 27 de março de 1921, em Ijuí, no Rio Grande do Sul. Na CCJ, a redação da proposta foi relatada pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP).

Baggio chegou a Lages em 1946, no ciclo da madeira, para integrar-se no setor como intermediário entre o produtor e o comprador. Permanecendo por pouco tempo no setor madeireiro, adquiriu em 1951 o semanário “Correio Lageano” e em 1959 uma casa de papelaria e artigos para escritório, fazendo desse estabelecimento o seu ponto de apoio para projetar-se em outras direções.

Assim, integrado na comunidade local, envolveu-se no comércio, na indústria, na política e na vida social. Foi assim que em 1967 o “Correio Lageano” passou a ser diário, consolidando-se a partir de então como o principal jornal da Região Serrana.

Fonte: Agência Câmara de Deputados