Booker quer plantar 15 bilhões de árvores no combate ao efeito estufa

Foto11 Cory Booker Booker quer plantar 15 bilhões de árvores no combate ao efeito estufa
“Todas essas abordagens devem ser parte de nossa estratégia mais ampla”, disse Booker

O senador democrata propôs na quarta-feira (7) essas medidas como forma de combater as mudanças climáticas

Plantar 15 bilhões de árvores, trazer de volta o Acordo Civil de Conservação da era do New Deal e restaurar pântanos. O Senador Cory Booker propôs na quarta-feira (7) essas medidas como forma de combater as mudanças climáticas. A ideia é aumentar a quantidade de emissões de carbono agora absorvidas pelo solo, florestas e zonas úmidas. Esta é a mais recente de várias propostas políticas detalhadas que ele citou durante sua candidatura à nomeação presidencial democrata de 2020.

O “Civilian Conservation Corps” foi criado pelo então Presidente Franklin D. Roosevelt como resposta à Grande Depressão. Esta nova versão contrataria jovens de baixa renda e de comunidades indígenas e minorias sociais e os ensinaria como trabalhar na restauração florestal e de áreas úmidas.

“No New Deal de FDR, o governo federal plantou bilhões de árvores, forneceu incentivos para a preservação famílias de agricultores e pecuaristas, criou centenas de milhares de empregos no Corpo Civil de Conservação e eletrificou a América rural”, disse Booker (D-NJ).

“A fim de enfrentar a ameaça urgente e existencial representada pelas mudanças climáticas, todas essas abordagens devem ser parte de nossa estratégia mais ampla”, acrescentou.

O efeito estufa em si é um processo natural que ocorre na nossa atmosfera e que é benéfico, pois mantém a temperatura do planeta amena e sem grandes variações. No entanto, o problema é a exacerbação desse efeito, o que leva ao aquecimento global. Para entender como isso ocorre, vamos primeiro explicar como funciona uma estufa usada por agricultores e depois relacioná-la com o efeito estufa terrestre.

Uma estufa é uma câmara fechada com estruturas de painéis de vidro transparente usada principalmente em lugares frios para cultivar legumes e plantas ornamentais. Quando o clima está mais quente, essa estrutura permite que os raios solares entrem, aquecendo o ambiente, porém, impedem que essa energia volte para o lado de fora, retendo então o calor, mantendo uma temperatura propícia para os vegetais serem produzidos.

Booker endossou o Green New Deal, um esforço para reduzir as emissões poluentes que contribuem para as mudanças climáticas e criar novos empregos no processo. Mas o esforço defendido pela Deputada Alexandria Ocasio-Cortez (D-NY) está paralisado no Congresso devido à oposição do Deputado Frank Pallone Jr. (D-6th Dist.), que lidera o Comitê de Energia e Comércio da Câmara dos Deputados.

Booker propôs o plantio de 15 bilhões de árvores até 2050 em todos os EUA, incluindo 100 milhões em bairros de baixa renda e outras vizinhanças. Só isso absorveria mais de 13 bilhões de toneladas métricas de dióxido de carbono, mais de 2 anos de emissões totais atuais de gás de efeito estufa nos EUA, disse ele.

O Senador pediu a proteção ou restauração de mais de 2 milhões de acres de zonas úmidas costeiras. Booker disse que as zonas úmidas existentes em New Jersey ajudaram a evitar US$ 625 milhões em danos materiais durante o furacão Sandy.

Além disso, ele trabalharia com os agricultores voluntariamente para adotar práticas agrícolas que poderiam ajudar a reduzir as emissões poluentes em mais de 100 milhões de acres de terras agrícolas, como a rotação onde o gado pasta, melhorando a eficiência dos fertilizantes e plantando vegetações que cobrem o solo.

Fonte: Brazilian Voice

Comentários Facebook