Barcelona vence Napoli em Miami com estádio lotado

Assistir à partida entre Barcelona e Napoli foi programa obrigatório para os fãs de futebol do sul da Flórida. Afinal, o jogo reunia o campeão espanhol e o vice-campeão italiano que estão disputando o troféu da Copa La Liga-Serie A, em sua primeira edição. As duas equipes voltam a se enfrentar neste sábado (10) no Michigan Stadium em Ann Arbor.

Aliás, o público no estádio deu um show à parte ao lotar as dependências do Hard Rock Stadium. O clima de assistir uma partida ao vivo é indescritível, sobretudo em Miami onde as indigitadas torcidas uniformizadas não estavam presentes para promover baderna e incitar os torcedores com cânticos provocativos aos adversários.

Público deu um show à parte ao lotar as dependências do Hard Rock Stadium (Foto: Antonio Tozzi/AcheiUSA)
Público deu um show à parte ao lotar as dependências do Hard Rock Stadium (Foto: Antonio Tozzi/AcheiUSA)

Não é um programa barato. Além do custo do ingresso, que variava de acordo com o local no estádio, era preciso pagar $40 de estacionamento e ainda gastar dinheiro para comprar algo para comer e, sobretudo, beber, pois fazia muito calor. 

Nada disto, porém, tirou o ânimo dos torcedores – a maioria composta por famílias, com crianças, e casais de namorados. Eles passavam apressados ostentando camisetas dos clubes e de outros times e seleções. A proporção era desigual. Para cada torcedor usando camiseta do Napoli, havia 10 Barcelona, principalmente com a camisa 10 de Messi, que não pôde jogar por causa de uma lesão.

Napoli dominou primeiro tempo

Mesmo sendo uma partida de pré-temporada, o jogo foi agradável. No primeiro tempo, que terminou em 1 a 1 (gols de Busquet para o Barça e de Umtiti, contra, para o time italiano), o predomínio foi do Napoli, que soube aproveitar o desentrosamento do sistema defensivo da equipe catalã para chegar à frente do goleiro Neto em condições de arrematar. Entretanto, o goleiro brasileiro, recém-contratado pelo Barcelona junto ao Valencia, protagonizou grandes defesas e foi vazado apenas por causa da infelicidade do zagueiro do Barcelona.

A dupla de ataque do Napoli, formada por Dries Mertens e Lorenzo Insigne, infernizou a zaga do Barcelona, com contra-ataques velozes e trocas de passes rápidas. Apesar da pressão napolitana, quem abriu o placar foi o Barcelona, com um chute bem colocado de Sergio Busquet, que bateu de fora da área longe do alcance do goleiro Meret para abrir o placar, aos 38 minutos.

Nem deu tempo para manter a vantagem porque, três minutos depois, o Napoli empatou, graças a uma boa jogada de Callejón pela direita. Ele cruzou forte buscando Insigne, porém, Umtiti interceptou o passe e jogou contra a própria meta.

Segunda etapa mostrou Barcelona com mais disposição

Neto continuou jogando bem, e se destacou em duas defesas difíceis, uma no chute de Hysag e outra cara a cara com Milik. 

As substituições nas duas equipes enfraqueceram o Napoli e fortaleceram o Barcelona que tomou conta da partida, sobretudo com Dembelé, que estava endiabrado. Ele, inclusive, provocou dois cartões amarelos dos jogadores do Napoli, que não conseguiam pará-lo e apelavam para faltas mais duras. 

A partida foi decidida em um lance envolvendo Dembelé e Abel Ruiz (dupla que substituiu Griezmann e Suarez). Após um chute de Ruiz rebatido pelo zagueiro, o meia Rakitic bateu firma da entrada da área no canto direito de Meret, aos 33 minutos da segunda etapa.

Depois disso, a partida transcorreu com poucas emoções e o placar não foi alterado. Agora, o Napoli tem a oportunidade de se vingar e devolver a derrota em Michigan. Já o Barcelona precisa apenas de um simples empate para conquistar o título da Copa La Liga-Serie A, no próximo sábado.

Inter sai na frente na Copa do Brasil

O Internacional deu um grande passo para ir à final da Copa do Brasil na quarta-feira (7) ao derrotar o Cruzeiro por 1 a 0 (gol de Edenilson) em pleno Mineirão lotado. 

Com a vitória, o Inter joga por um empate no duelo da volta, em 4 de setembro, no Beira-Rio, para ir à final. O Cruzeiro precisa vencer por dois gols de diferenças. Uma vitória da Raposa por um gol leva a decisão para os pênaltis. Na Copa do Brasil, não há o critério do gol qualificado.

A derrota no Mineirão tornou insustentável a permanência de Mano Menezes no Cruzeiro. No último sábado (3), o técnico deixou o cargo à disposição após a derrota para o Atlético-MG. Na quarta, ouviu gritos de “burro” e respondeu com ironia ao se dirigir à torcida. Na entrevista coletiva, anunciou que deixa o cargo e não é mais o técnico do Cruzeiro. Ele sai em meio a uma série de oito jogos sem vitórias e sem um gol marcado sequer. 

Pelo Brasileirão, o Inter tem um compromisso difícil, pois recebe o Corinthians em Porto Alegre, no domingo (11) de manhã. Já o Cruzeiro tem grande chance de se recuperar porque vaia Florianópolis enfrentar o Avaí no Estádio da Ressacada. Os dois times estão na zona de rebaixamento, mas o Avaí é a única equipe que ainda não venceu na competição.

Corinthians derrota Goiás e sobe para 5º lugar

O Corinthians venceu o Goiás por 2 a 0 na noite de quarta-feira (7), em Itaquera, e subiu para o quinto lugar na tabela do Campeonato Brasileiro. Com gols de Júnior Urso e Boselli, este de pênalti, o Timão teve controle da maior parte do jogo, sofreu alguns sustos, mas confirmou o resultado que leva a equipe de Fábio Carille ao G-6, agora igualando o número de partidas da maioria dos rivais – o duelo era adiado da sétima rodada. A equipe goiana, com o técnico interino Robson Gomes, não se recuperou da goleada sofrida diante do Santos, domingo passado. Ney Franco foi anunciado como novo treinador logo após a partida.

No Campeonato Brasileiro, o Timão terá pela frente o Colorado no Estádio Beira Rio no domingo (11) pela manhã. O Goiás, por sua vez, tenta se recuperar na competição ao jogar em Goiânia, no Estádio Serra Dourada, com o Vasco da Gama.

Brasil está em segundo lugar no Pan

A delegação brasileira vem fazendo boa campanha nos Jogos Panamericanos de Lima. Atualmente ocupa a segunda colocação e pode consolidar esta posição com medalhas possíveis na natação e no atletismo. 

A competição termina neste domingo (11), portanto, apenas o Canadá pode tirar o segundo lugar do Brasil, uma vez que os Estados Unidos já consolidaram a liderança no quadro geral de medalhas.

Por falar em EUA, um dos destaques da equipe de equitação americana é Eve Jobs, filha de Steve Jobs, e consequentemente herdeira da Apple. Com mais de 120 mil seguidores no Instagram, a “Princesa da Apple”, como é conhecida, leva uma vida luxuosa no rancho de sua mãe, Laurene Powell, na Flórida, onde conta com um estábulo para 20 cavalos e um circuito completo de saltos. É lá que ela, número 34 no ranking mundial atualmente, treina e busca crescer nesse esporte. Ela já garantiu medalha de bronze por equipe junto com outros colegas do time de equitação americano.

Deni Sandor faz pole e chega em segundo em sua segunda corrida na F. Inter

Deni Sandor no alto do pódio (Foto: Divulgação)
Deni Sandor no alto do pódio (Foto: Divulgação)

A Fórmula Inter teve no dia 13 de julho (sábado) muita agitação no Autódromo de Interlagos, em São Paulo), com a realização das classificações que definiram os grids de largada para a corrida da quinta etapa da temporada 2019. O destaque ficou para a conquista da pole position por Deni Sandor, que estava fazendo sua segunda etapa no campeonato.

Classificação

Deni Sandor se adaptou rapidamente aos novos pneus slick Yokohama. O piloto do MG15 número 33 marcou em seu melhor giro 1min47s792 e faturou a posição de honra pela primeira vez na Formula Inter. A segunda posição no grid ficou com André Nobre, parceiro de Alex Seid, que ficou 0s424 atrás do tempo da pole. Eduardo Pimenta garantiu o terceiro posto, seguido por “Bié” Salomão e pelo estreante Bernardo Parnes, parceiro de Rodrigo Pedroso.

“Não tinha noção de como seria a classificação, pois só treinei uma vez com o carro e com os novos pneus. Mas o carro passou muita confiança, e rápido. Então, comecei a arriscar mais e fiz a pole de manhã. Vou creditar mais à equipe da Fórmula Inter e aos pneus, que me permitiram arriscar muito”, disse Deni Sandor ao destacar os pneus Yokohama. “O carro estava muito mais no chão. Dava para frear mais forte, e acelerar antes na saída das curvas. Os pneus ajudaram demais”, completou o piloto.

Corrida

A  prova, disputada pela manhã, foi das mais conturbadas, com a entrada do safety car em duas oportunidades: uma em um acidente entre Sang Ho Kim e Bernardo Parnes logo no giro inicial, e outra após uma batida de André Nobre, líder do campeonato ao lado de Alex Seid, no S do Senna. Os três não conseguiram completar a corrida que abriu a programação.

Quando a pista foi liberada, o que se viu foi uma batalha pela vitória entre “Bié” Salomão e Deni Sandor. O piloto do carro número 53 tomou a liderança ainda nos metros iniciais seguido de perto por Deni Sandor do carro número 33 que, com problemas em seu retrovisor, chegou em segundo lugar a somente 1.44 segundos de diferença.

“Minha segunda corrida na Fórmula Inter e estou muito feliz com meu rendimento. Fiquei surpreso por conseguir o primeiro lugar na qualificação e infelizmente sofri com um problema no retrovisor esquerdo, então não poderia fechar as portas sem ver quem vinha por dentro. Mas, mesmo assim, estou feliz demais por saber que poderia ter vencido, pois fiquei bem próximo a corrida inteira, mas de nada adiantaria ultrapassar e não poder fechar a porta depois”, finalizou Sandor.

Fonte: AcheiUSA

Comentários Facebook