Após câncer agressivo, brasileira faz campanha para reconstruir as mamas

Gisele Zancanaro, de 36 anos, foi diagnosticada com um tipo agressivo de câncer no seio em 2019. 

A notícia veio enquanto ela ainda se recuperava de outro acontecimento trágico: o apartamento em que morava  com duas amigas em Boca Raton pegou fogo e elas perderam tudo, inclusive as duas gatas de estimação que morreram carbonizadas.

Assim que descobriu o câncer Gisele iniciou o tratamento, mas o diagnóstico tardio revelou que o tumor já apresentava metástase e a doença havia contaminado também o fígado da brasileira.

No entanto, “ela nunca desistiu” conforme disse ao AcheiUSA a amiga e pessoa mais próxima de Gisele nos EUA, Maria Aparecida. “Está sempre sorrindo, animada”, contou.

O tratamento envolveu 30 sessões de quimioterapia. Em uma dessas sessões, os médicos descobriram que o câncer havia se espalhado também para o outro seio e optaram por remover completamente as duas mamas.

Por meio de uma instituição de caridade, Gisele concluiu o tratamento gratuitamente no Holy Cross Health, em Fort Lauderdale. Mas havia outras contas a serem pagas.

“Ela passou uma semana internada e acumulou uma dívida de 12 mil em um hospital”, disse Maria Aparecida.

Para pagar custos médicos e outras despesas correntes, Gisele não parou de trabalhar como garçonete em um restaurante de comida brasileira em Boca Raton.

No início de 2020, entretanto, veio mais uma adversidade. A pandemia de covid-19 determinou o fechamento de bares e restaurantes na Flórida e, quando reabriram, foram constatadas perdas substanciais nas receitas dos negócios.

Com o salário reduzido devido ao impacto da pandemia ficou ainda mais difícil pagar as despesas.

Atualmente, Gisele se encontra na fase de recuperação e pretende fazer uma cirurgia de reconstrução mamária que tem alto custo nos EUA.

Os amigos fizeram uma vaquinha online no site Gofundme para ajudá-la a pagar dívidas acumuladas do tratamento e realizar o procedimento.

Uma meta de arrecadação de 30 mil foi estipulada. Até esta quarta-feira (3), a campanha registrava $4,963.

Para contribuir com a campanha de Gisele Zancanaro clique aqui.

O câncer de mama é a principal causa de óbitos por câncer das mulheres brasileiras. Para prevenir o desenvolvimento e detectar precocemente essa doença, o autoexame das mamas é o primeiro passo.

Estima-se que cerca de 80% dos tumores de mama são descobertos através do autoexame.

The post Após câncer agressivo, brasileira faz campanha para reconstruir as mamas first appeared on AcheiUSA. Fonte: AcheiUSA

Comentários Facebook