Americana assume ter casado para “vender green card”

Foto16 Casamento falso Americana assume ter casado para “vender green card”
Ajia Strauss, de 28 anos, e Monsuru Ogunbiyi, de 36 anos, casaram-se em New Jersey em 3 de junho de 2016

Ajia Strauss, de 28 anos, moradora em Newark (NJ), poderá ser condenada a 5 anos de prisão e pagar multas de até US$ 250 mil

Uma residente em New Jersey de 28 anos admitiu ter aceitado US$ 1.500 para contrair o que as autoridades consideram “matrimônio falso” com um nigeriano que tentava adquirir a residência legal permanente (green card). A réu Ajia Strauss, moradora em Newark (NJ), assumiu a culpa durante audiência na Corte Federal em Pittsburgh (PA) com relação à acusação de conspirar para fraudar os Estados Unidos. O caso foi anunciado pelo escritório da Promotoria Pública de Western Pennsylvania, através de um comunicado.

Strauss e Monsuru Ogunbiyi, de 36 anos, casaram-se em New Jersey em 3 de junho de 2016. Ele, entretanto, já morava em Western Pennsylvania e retornou à região depois da cerimônia, detalharam as autoridades.

No ano seguinte, Monsuru utilizou o endereço de Strauss em Newark (NJ) quando iniciou o processo de legalização, segundo documentos apresentados no tribunal. Ambos também trocaram mensagens em inúmeras ocasiões para que pudessem obter informações uns dos outros. Além disso, eles abriram uma conta bancária conjunta e tiraram fotografias juntos antes da entrevista junto ao Departamento de Cidadania & Serviços Migratórios (USCIS).

Ogunbiyi havia assumido a culpa previamente e tende a ser deportado, conforme documentos apresentados no tribunal. Já Strauss está agendada para ser sentenciada em Pittsburgh em 3 de junho. Ela poderá ser condenada a 5 anos de prisão e multas de até US$ 250 mil, informaram as autoridades.

Fonte: Brazilian Voice

Comentários Facebook