Vídeo registra ataque de mulher racista em loja de Connecticut

Uma funcionária da Hamden Public Schools, residente de New Haven (Connecticut) se tornou…

Uma funcionária da Hamden Public Schools, residente de New Haven (Connecticut) se tornou assunto na sexta-feira, dia 15, depois que um vídeo em que ela usou insultos racistas durante uma discussão em um Connecticut Shop Rite e amplamente compartilhado no Facebook.

No vídeo, Corinne Terrone usa a palavra ofensivas três vezes e cospe em um homem e mulher negros.

Em uma parte, Terrone começa a gravar os dois depois de usar a palavra “n….”, mas o telefone é esbofeteado e cai ao chão.

De acordo com o post do Facebook, o vídeo foi filmado em uma loja em East Haven.

O vídeo foi compartilhado mais de 7.000 vezes e tem mais de 180 mil visualizações. Comentários esmagadoramente apoiaram as vítimas e condenaram Terrone.

De acordo com o New Haven Register, um dos vizinhos negros de Terrone ficou surpreso ao ouvir sobre o incidente e mencionou que seus netos brincam com os filhos delas.

Ele acrescentou que ela era uma “excelente” vizinha, mas estava “em uma situação ruim”.

O tenente Joseph Murgo divulgou um comunicado dizendo que a polícia de East Haven “está ciente desse vídeo perturbador e do discurso de ódio contido nele”, mas que nenhuma queixa foi registrada.

Ele disse que o departamento conversou com a direção da Shop Rite para entender o que aconteceu na loja.

Ele pediu que qualquer pessoa com informações ajudem a polícia. “Temos muitos caminhos para seguir se alguém nos procurar”, disse Murgo. “Queremos que alguém se apresente”.

Embora nenhuma queixa tenha sido apresentada, Murgo disse que cuspir em alguém constitui agressão.

As Escolas Públicas de Hamden disseram que o fato das crianças de Terrone estarem presentes durante o incidente, um relatório foi enviado ao Departamento de Crianças e Famílias.

Fonte: Redação Braziliantimes

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook