Marco Aurélio Guimarães, o maestro brasileiro da escultura

Arilda.
Além de engenheiro por formação profissional, Marco Aurélio R. Guimarães é um…

Arilda.

Além de engenheiro por formação profissional, Marco Aurélio R. Guimarães é um artista plástico com dinâmica atuação em diversos segmentos das Artes, tendo se dedicado à execução de trabalhos de escultura em vários materiais, destacando-se, entre outros, mármore, bronze, madeira, pedra sabão e marfim. Seus projetos incorporam, além da escultura propriamente dita, trabalhos em diferentes linguagens artísticas como entalhes, ourivesaria, miniaturização etc.

Suas peças, algumas delas criadas com ineditismo, exigem a elaboração de um apurado planejamento, que inclui a criação de máquinas operatrizes, ferramentas e gabaritos específicos para a execução de intrincados projetos.

Vim a conhecê-lo em fins de 2010, quando se matriculou em meus cursos de “Modelagem em Plastilina” e “Escultura em Mármore”. Marco Aurélio dedicou-se então à aprendizagem da arte da escultura através da prática de estudos e exercícios de forma gradual e progressiva, dentro de um escopo de metodologia, didatismo e disciplina. Hoje, executa seus trabalhos de forma independente, comparecendo ao atelier de São Paulo a cada quinze dias, apesar de residir em Belo Horizonte.

Considero relevante seu desempenho pelo progresso demonstrado desde então, até seu estágio de desenvolvimento atual, no qual se mostra de forma independente e com característica própria.

Desde o início de suas atividades concorreu e foi distinguido com o prêmio máximo de “Medalha de Ouro” e Distinções nos melhores Salões de Arte do país, em todas as sete competições em que concorreu, apresentando obras em bronze, mármore, marfim e madeira. É também autor de artigos técnicos e opinativos publicados em revistas especializadas do Brasil e Estados Unidos.

Como consequência do aprimoramento de seu trabalho, dedica-se também à escultura em pedra pelo tradicional processo manual, consagrado através do tempo. Como exemplo disto podem ser citadas as peças “Proximus” e “Luxúria”- obras de grande porte, esculpidas em blocos únicos de mármore de Carrara de cinco toneladas.

Os trabalhos iniciais da “Luxúria”, foram executados ainda na Itália. Esta peça, no estágio de esboço, foi então transferida para o atelier de São Paulo, onde todos os demais serviços de lavratura e acabamento foram feitos até sua conclusão.

Marco Aurélio parece incansável, tal são o empenho e a dedicação que demonstra na execução de suas peças, embora deva completar proximamente 80 anos de idade. Percebo nele bastante criatividade, não só pelos segmentos diversificados em que atua, como também pela originalidade de seus trabalhos – alguns deles únicos e ainda sem similar na atualidade.

Marco Aurélio resume com suas obras, as características inerentes aos escultores já reconhecidos, demonstrando boa técnica, inventividade e diversificação de atividades.

Entendo que se trata de um escultor cujo assíduo trabalho deve ser observado com atenção dentro de um misto conceito de classicismo, modernidade e contemporaneidade que apresenta, pelo que o reconheço como um artista plástico contemporâneo no nosso raro segmento da escultura.

Autor: Cicero D’Ávila (www.cicerodavila.com) é escultor, internacionalmente premiado e reconhecido, tendo estudado e trabalhado na Itália, onde residiu por diversos anos. Suas obras e monumentos podem ser visitados nos Estados Unidos, Europa, China, Emirados Árabes, América Latina etc. Com proficiência, como professor de escultura, ministra aulas em seu atelier de São Paulo há mais de dez anos.

Luxurius, obra do maestro Marco Antonio.
O escultor MarcoAurelio e sua obra.
Marco Aurelio posando com uma das suas obras.
MarcoAurelio .
O escultor MarcoAurelio e sua obra
Obra do artista Marco Aurelio em homenagem aos socorredores de Brumadinho
Obra do escultor Mineiro
Proximus obra fantástica do artista de Minas Gerais
Proximus, comparável aos maestros do Renascimento Italiano

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook