Legisladores de MA votam a favor de indocumentados votarem em eleições locais

Os delegados de Massachusetts na Câmara dos Representantes votaram esmagadoramente contra uma…

Os delegados de Massachusetts na Câmara dos Representantes votaram esmagadoramente contra uma medida que proibiria imigrantes indocumentados de votar nas eleições.

A proposta, apresentada pelo deputado republicano do Texas, Dan Crenshaw, em resposta ao “For the People Act”, liderado pelos democratas, afirma que o voto de um indocumentado “corrói a democracia”.

Ele, durante seu discurso perante a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, na sexta-feira (08), citou cidades como São Francisco, que permitem que imigrantes indocumentados votem nas eleições locais.

A medida foi reprovada por 228 contra a 197 a favor e cada um dos nove representantes da Câmara de Massachusetts votou contra, em um apoio simbólico aos direitos dos imigrantes.

Lauren Sampson, da Lawyers for Civil Rights, ficou do lado da delegação, dizendo que proibir imigrantes indocumentados de votar é “tributação sem representação”.

“Faz sentido que as pessoas que vivem nessas comunidades locais tenham voz”, disse Sampson, que é uma imigrante canadense. “É um daqueles momentos que lembram que você mora aqui, mas você ainda não está aqui”, disse Sampson.

Jessica Vaughan, diretora de estudos de políticas do Centro de Estudos de Imigração, disse que a medida de Crenshaw estava centrada mais na política do que em torno dos direitos reais de voto. “Foi apenas uma expressão condenando jurisdições que permitem que indocumentados votem”, disse. “É uma tática que é muito vantajosa para os republicanos”.

Vaughan disse que permitir que imigrantes em situação ilegal votem “dilui os votos dos cidadãos americanos”.

“Não consigo pensar em uma razão pela qual gostaríamos de incentivar as pessoas que estão vivendo em violação da lei a ter voz no governo das comunidades ou de alguma forma endossar sua presença ilegal”, acrescentou.

Marion Davis, porta-voz da Massachusetts Immigrant and Refugee Advocacy Coalition (MIRA) disse que os direitos de voto dos imigrantes são “uma ideia que vale a pena ser explorada”, acrescentando que quando os indocumentados votam, eles são representados por autoridades eleitas.

“Há muitos imigrantes que são proprietários de casas e faz muito sentido que eles tenham uma voz a dizer sobre o que acontece com seus impostos”, disse Davis. “Não é uma ideia radical, é uma ideia nova”.

Ela acrescentou que a votação é uma expressão da participação cívica, mas há muitas outras maneiras pelas quais os indocumentados podem se engajar na comunidade.

O “For the People Act”, que se concentra em tirar muito dinheiro da política e expandir os direitos de voto, foi aprovado na Câmara na sexta-feira. O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell (R-Ky.), disse que a proposta estaria morta assim que chegasse à Câmara.

Fonte: Redação BrazilianTimes

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook