O Natal, sem máscara, da família Paternes. Youtuber revela motivos!

O Youtuber Paulo Paternes, do “Canal Perguntas”, fala do Natal em família ao “Nossa Gente”

 

O Youtuber Paulo Paternes, que comanda o “Canal Perguntas”, no Youtube, em entrevista ao Site “Nossa Gente” conta como será o seu Natal ao lado da família. A não obrigatoriedade de máscara à mesa. A expectativa da volta do turista brasileiro a Orlando, entre outros tópicos

 

Da Redação

Com as restrições determinadas pelas autoridades de saúde dos EUA – uso de máscara e distanciamento social –, a questão é: como será o Natal em família para os brasileiros residentes na Flórida? Em entrevista ao “Site Nossa Gente”, Paulo Paternes, que comanda o “Canal Perguntas”, no Youtube – diariamente, às 21h do Brasil –, foi categórico em dizer que tudo será normal em sua casa, ou seja, sem máscara à mesa, e mesmo os convidados não terão a obrigatoriedade de usar a máscara. “Sou um cara normal, faço as minhas coisas com muita naturalidade, na minha casa ninguém usa máscara. No Natal vou passar com a família da minha esposa, todos americanos, e com os meus filhos. Eu resido no Condado de Polk onde a maioria é americano e republicano, e lá, não são todos os lugares onde o uso máscara é uma obrigatoriedade. Eu, particularmente, sou contra a obrigatoriedade imposta pelo governo para o uso da máscara, mas em locais públicos respeito às restrições e uso, sim, a minha máscara”, relata.

Filhos eufóricos com chegada do Natal

“Evidente, não vou desrespeitar as leis, e se o estabelecimento exige o uso da máscara, vou acatar. Você entra no restaurante, mas não fica de  máscara o tempo todo, principalmente na hora da refeição (ironiza). É o mesmo que você estar dirigindo em uma rodovia, a 10 km por hora, quando você poderia acelerar o seu carro. Mas se a placa de sinalização indica o limite de velocidade, vou respeitar. É o mesmo com o uso da máscara, procuro levar uma vida normal com os meus filhos e minha esposa, sem usar máscara. Acho que é um direito do cidadão, e não aceito que imponham condições. O americano, por exemplo,  não gosta que a sua liberdade seja limitada pelo governo – evitam o uso da máscara. Cada um deve cuidar de si, compreende?”

“Lembro que uma pessoa do meu círculo de amizade pediu para que eu usasse a máscara, após um longo período em que conversávamos normalmente. Então disse a ele: ‘Você está falando comigo a um bom tempo e só agora pede que eu use a máscara?’.

Perguntado se acredita nas estatistas de mortes pela Covid-19, anunciadas pela OMS, e se isso não o assusta, o youtuber  foi enfático: “Acredito, obvio, que as mortes são verdadeiras, mas a questão não é essa. No começo da pandemia ninguém sabia sobre o vírus, como ele se propagava, eram informações desencontradas em se tratando de uma doença muito nova. Hoje, temos noção do vírus, do que ele pode causar, sabemos lidar com isso”.

“O Natal em nossa família, como disse, não terá máscara. Será um encontro entre tios, primos e pais da minha esposa – Heather –, além dos nossos filhos – Ayanna, Giovanna, Giulianna e o Paulinho. É um momento de confraternização muito importante e vamos ater a isso, sem preocupações”, complementa Paternes.

“Estou confiante na vacina, para aquelas pessoas que a esperam com grande expectativa. Respeito o desejo da maioria, mas acredito que cada um tem o direito de escolher e deve ser respeitado. A vacina irá possibilitar que os aeroportos sejam reaberto para os turistas brasileiros. Tenho contato com muitas pessoas no Brasil e todas elas estão ansiosas para vir a Orlando. E a pergunta que todos mais fazem é: ‘Quando vão abrir as fronteiras?”.

Segundo Paternes, com a pandemia e o fechamento do Aeroporto Internacional de Orlando para o turista brasileiro, “o meu trabalho de assessoria para grupos e famílias que vêm à Flórida a passeio ou mesmo residir, ficou muito limitado este ano. Em 2019, assessorei mais de cem famílias que vieram aos Estados Unidos. Mas quando tudo for liberado e a vacina estiver na ativa, Orlando vai inundar de turista brasileiro. No Brasil, muitas famílias estão aguardando para poder viajar. Vai ser uma correria!”, aposta.

 

“Orlando precisa do turista brasileiro”

“Orlando precisa do turista brasileiro, a cidade não é mais a mesma, e as empresas que trabalham com o turismo estão na torcida para que as coisas retomem o seu lugar, e que possamos ter de volta a alegria dos brasileiros, que chegam aqui trazendo boa energia, movimentando Orlando, gerando empregos e impulsionando o setor econômico”, diz.

Quanto ao “Canal Perguntas” – www.youtube.com/canalperguntas –, que alcança grande índice de visualizações, com entrevistas e informações importantes, disse Paulo Paternes que as Lives acontecem diariamente, às 21h do Brasil.

 

Serviço

Canal Perguntas

www.youtube.com/canalperguntas

Diariamente, às 21h do Brasil

Instagram – @paulopaternes

Fonte: Nossa Gente

Comentários Facebook