Flórida tem mais de 500.000 vagas de emprego disponíveis; 503.000 estão sem trabalho!

Autoridades estaduais dizem que empresas da Flórida tentam preencher vagas de emprego

 

Autoridades estaduais dizem que mais de 500.000 vagas de empregos na Flórida ainda não foram preenchidas. Em contrapartida, 503.000 pessoas alegam que estão desempregadas. A taxa de desemprego subiu 0,1 pontos percentuais para 4,9%, refletindo um aumento na confiança sobre a disponibilidade de emprego

 

Da Redação

Há um contrassenso no mercado de trabalho da Flórida, entre empresas e empregados. Autoridades estaduais dizem que mais de 500.000 vagas de empregos na Flórida ainda não foram preenchidas. Em contrapartida,  503.000 pessoas alegam que estão desempregadas, e que continuam procurando emprego. O que acontece de fato?

A Flórida agora tem cerca de uma vaga de emprego para cada residente desempregado, mostraram os novos dados estaduais nesta sexta-feira.

O estado criou 35.800 empregos no setor privado no mês passado, seu 13º mês consecutivo de crescimento do emprego. Ainda assim, mais de 500.000 empregos permanecem disponíveis, apesar de um número quase igual de pessoas, 503.000, dizendo que estão desempregados e procurando emprego.

“As empresas da Flórida estão tentando preencher as vagas e, na verdade, estão tendo dificuldades para contratar”, disse Dane Eagle, chefe do “Departamento de Oportunidades Econômicas” da Flórida, em um comunicado. “As empresas em todo o estado continuam a fornecer aos floridenses oportunidades de empregos significativos e liberdade econômica.”

Entre os que lutam para contratar está Susan Oliveira, vice-presidente executiva da oficina de reparos marítimos “Mendol USA” em Fort Lauderdale.

“Não podemos encontrar mão de obra qualificada, nem mesmo mão de obra não qualificada”, disse ela. “Entramos em contato com diferentes escolas técnicas aqui na Flórida e perguntamos se você tem algum tipo de treinamento em motores a diesel, como motores de caminhão. Nada. É quase impossível encontrar técnicos. ”

 

Taxa de desemprego

A taxa de desemprego do estado subiu 0,1 pontos percentuais para 4,9%, refletindo um aumento na confiança sobre a disponibilidade de emprego e os candidatos a emprego voltando à força de trabalho.

Uma feira de empregos que acontecerá em 24 de junho no “BB&T Center”, produzida por “JobNewsUSA” está sendo considerada a maior que o grupo já hospedou. Tiffany Price, gerente geral da “JobNewsUSA”, disse que espera que mais de 1.000 candidatos ouçam cerca de 4.500 vagas anunciadas por pelo menos 75 empregadores diferentes, de Homestead a Júpiter.

“Os empregadores estão sendo extremamente competitivos para conseguir bons talentos”, disse Price por e-mail. “Eles estão oferecendo bônus de US $ 150 apenas para preencher um formulário, caso contratem você, bônus de assinatura de US $ 500 para lavadores de pratos e bônus de assinatura de US $ 1.000 para zeladores, cozinheiros e garçons.”

Uma empresa está até oferecendo patrocínio de green card completo para enfermeiras licenciadas e suas famílias para embarcar, disse Price.

A partir de 26 de junho, a Flórida está acabando com a capacidade dos arquivadores de desemprego de aceitarem assistência federal ao desemprego em uma pandemia, em uma medida destinada a incentivar os trabalhadores a preencher as vagas. Ainda assim, dos 503.000 moradores da Flórida que dizem estar desempregados, apenas cerca de 100.000 estão aceitando ativamente os benefícios do seguro-desemprego.

 

 

Fonte: Nossa Gente

Comentários Facebook