Entrevista para o visto dos EUA sobrecarrega consulados no Brasil. Vagas só em dezembro de 2022

Fila imensa de brasileiros, todos os dias, na porta do Consulado dos EUA em São Paulo

 

A disparada de brasileiros nos consulados americanos no Brasil, para entrevista para obtenção do visto – e mesmo renovação –, sobrecarregaram os funcionários. Vagas, só a partir de dezembro de 2022, o que vem gerando descontentamento entre os turistas. O Itamaraty está em diálogo com a Embaixada dos EUA, na tentativa de resolver o impasse, mas que teve respostas até o momento

 

Da Redação

O clima de apreensão entre os brasileiros que pretendem viajar para os EUA a partir de novembro é de frustração e incerteza. Acontece que o calendário de entrevistas para obter o visto americano está sem datas disponíveis até dezembro de 2022. A retenção é gerada pelo fechamento dos consulados americanos no Brasil causada pela pandemia do coronavírus.  Filas imensas se formam na frente dos consulados no Brasil,

E mesmo com a reabertura das fronteiras dos EUA para estrangeiros em 8 de novembro, agendamentos para vistos – e mesmo a renovação di visto –, é lenta ao extremo. A Embaixada americana diz que no próximo mês os vistos voltarão a ser emitidos, mas não informou novas datas para entrevistas que ainda serão marcadas.

Antes de os consulados fecharem, a espera entre o agendamento e a entrevista para  obter o visto durava 15 dias. No momento, quem deseja viajar ao país e precisa obter ou renovar o documento precisa aguardar até um ano e dois meses. A exceção são os vistos de estudantes e de pessoas em situações emergenciais.

A retenção é vista com preocupação pelo Ministério das Relações Exteriores, principalmente neste momento de reabertura de fronteiras. O Itamaraty afirmou que está em diálogo com a Embaixada dos EUA no Brasil para diminuir a retenção do processo de obtenção de visto, mas que o governo americano é soberano quanto à organização do fluxo de atendimento.

Segundo empresas que prestam consultorias a clientes para facilitar a obtenção do visto, esse é um número imensurável. “Antes da pandemia, o consulado de São Paulo atendia três mil pessoas por dia. Não dá para medir qual o tamanho atual da fila.”

Magda Nassar, presidente da Associação Brasileira de Agência de Viagens (ABAV), afirmou que as empresas têm se reunido com os consulados para ter um plano que diminua a retenção. Ela acredita que os consulados vão facilitar pelo menos o processo de quem busca renovar o visto. “O interesse maior é do destino, para receber consumidores, então acreditamos que eles devem facilitar esse processo para alterar o fluxo”, disse.

Em 2019, 2,1 milhões de brasileiros foram aos Estados Unidos, de acordo com o relatório do Departamento Nacional de Viagens e Turismo americano. Trata-se do segundo destino internacional mais procurado no Brasil, atrás somente da Argentina.

 

Fonte: Nossa Gente

Comentários Facebook