Dólar nas alturas: o que vale ainda comprar no exterior?

Segundo dados divulgados pelo Banco Central, em julho deste ano os brasileiros gastaram 30,5% a menos em compras no exterior do que no mesmo período do ano passado. O gasto total, de US$ 1,67 bilhão, é o menor desde 2010 para este tradicional mês de férias. Os números refletem a realidade: encher a sacola em Miami sem converter não faz mais sentido. Mesmo assim, comparando os preços com lupa, ainda é vantajoso comprar certos produtos fora do Brasil.

Para fazer a pesquisa abaixo, selecionei alguns produtos aleatórios que representam categorias de badulaques que nós, brasileiros, costumamos (ou costumávamos) comprar no exterior por causa da diferença de preço: perfume, celular, bolsa, eletrônico, tênis etc. O cálculo foi feito com a cotação de hoje:

Euro = 4,32

Dólar = 3,84

Com base nos resultados, tiro as seguintes conclusões:

  • Tendo a Espanha como parâmetro, a Europa em geral já não é um destino de compras vantajoso. Ainda que alguns produtos tenham preços um pouco mais baratos do que no Brasil, a diferença já não compensa o IOF e nem o risco de ser eventualmente parado na alfândega caso você exceda o limite de US$ 500.
  • Os eletrônicos em geral ainda são bem mais baratos nos Estados Unidos do que no Brasil. É o tipo de artigo que mais vale comprar.
  • Ao comprar no cartão, lembre-se que a cotação do dólar/euro é sempre superior à oficial e some 6,38% de IOF.
  • Em tempos tão confusos, pesquise o preço no Brasil antes de comprar no exterior.
  • É bem provável que os importados sofram um ajuste no preço nos próximos meses. Por isso, a médio prazo, pode ser que alguns produtos voltem a ter preços vantajosos no exterior. Isso, CLARO, se o dólar não subir ainda mais.
Tênis da Nike: a diferença de preço já não compensa o IOF, a cotação abusiva do cartão e o espaço ocupado na mala

Tênis da Nike: nos EUA, a diferença de preço já não compensa o IOF, a cotação abusiva do cartão e o espaço ocupado na mala; e na Espanha ele já custa mais caro do que no Brasil

>> Nike Air Max Flyknit 4.0

 

No Brasil: R$ 1.000

Na Espanha: € 250 (R$ 1081)

Nos Estados Unidos: US$ 225 (R$ 864)

>> Iphone 6 16 G

No Brasil: R$ 3.199

Na Espanha: € 639 (R$ 2.758,49)

Nos Estados Unidos: US$ 549 (R$ 2.105)

>> Ipad Air 2

 

No Brasil: R$ 3.399,00

Na Espanha: € 489 (R$ 2.110,96)

Nos Estados Unidos: US$ 499 (R$ 1.913,34)

Batom da MAC: já não compensa mais comprar no exterior

Batom da MAC: já não compensa comprar no exterior

>>Batom MAC Viva Glam Miley Cyrrus

No Brasil: R$ 69

Na Espanha: € 19 (R$ 82)

Nos Estados Unidos: US$ 17 (R$ 65)

>> Sabão líquido Verbena L’Occitane

No Brasil: R$ 65

Na Espanha: € 14 (R$ 60)

Nos Estados Unidos: US$ 20 (R$ 76,66)

>> Celular Samsung Galaxy S6 Edge +

 

No Brasil: R$ 3.999

Na Espanha: € 898,99 (R$ 3.881,26)

Nos Estados Unidos: US$ 799,99 (R$ 3.066,54)

Bolsinha da Louis Vuitton já custa mais caro nos EUA do que no Brasil

Bolsinha da Louis Vuitton já custa mais caro nos EUA do que no Brasil

>> Bolsinha “pochette” Louis Vuitton

No Brasil: R$ 1.870

Na Espanha: € 380 (R$ 1.640,59)

Nos Estados Unidos: US$ 500 (R$ 1.915,39)

>> Perfume J’Adore Dior 100 ml

No Brasil: R$ 459

Na Espanha: € 99 (R$ 427,65)

Nos Estados Unidos: US$ 92 (R$ 352,43)

>> Canon EOS 5D Mark III (só o corpo)

No Brasil: R$ 17.999

Na Espanha: € 2.999 (R$ 12.954,95)

Nos Estados Unidos: US$ 2.499 (R$ 9.577,52)

Fonte: Viagem e Turismo

Comentários Facebook