Brasileiros em Massachusetts se unem para ajudar menina que precisa de prótese ocular no Brasil

Em 2011, com apenas dois anos de idade, a pequena Jheniffer dos Santos Lima iniciou um…

Em 2011, com apenas dois anos de idade, a pequena Jheniffer dos Santos Lima iniciou um tratamento de retinoblastoma e osteossarcoma, cabeça e membro inferior direito. A menina usa prótese ocular desde quando tinha três anos e devido ao seu crescimento, ela precisa fazer a troca da prótese.

Como sua família, que reside no Espírito Santo, não tem condições de arcar com as despesas de uma nova prótese, uma campanha foi iniciada para ajudá-la “a enxergar a vida de uma maneira diferente”. No Brasil, foi aberta uma conta bancária que é administrada pela sua mãe, Ana Paula Pereira dos Santos. A história da jovem se tornou conhecida em diversas partes do mundo e chegou até a comunidade brasileira em Massachusetts.

Isso porque ela tem uma tia que reside no estado e é bastante conhecida pelo apelido de Bia Forrozeira. Mas além dela, outros brasileiros se uniram nesta campanha. Os produtores de evento, Fernando e Mococa Simões, naturais de Conselheiro Pena, realizaram um evento na semana passada e conseguiram um pouco do dinheiro.

De acordo com Fernando, o sucesso foi tão grande que ele vai realizar outro evento beneficente nesta sexta e sábado com o objetivo de completar o dinheiro que falta para a jovem adquirir a sua nova prótese ocular. “O valor do produto é R$ 3 mil e com a ajuda da comunidade vamos conseguir”, fala.

O evento deste final de semana acontecerá no Restaurante Três Gatos, na cidade de Everett (MA). Durante a noitebeneficente, haverá sorteios de brindes e uma caixinha para arrecadar doações que serão feitas pelos presentes. “As pessoas que não puderem ir, podem ajudar divulgando a campanha ou depositando qualquer quantia direto na conta aberta no Brasil”, continua.

A conta foi aberta na Caixa Econômica Federal, agência 1643, conta número 00090611-6. Quem preferi pode entrar em contato com Fernando através do telefone 617-955-3886 para saber mais sobre a história e como ajudar na noite beneficente.

Fonte: Redação Braziliantimes

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook