Brasileiro é acusado de invadir residência e roubar joias

Guilherme tentou fugir da polícia, mas foi capturado depois de sair correndo do seu veículo

Uma descrição vaga de um suspeito violento que invadiu uma residência era toda a polícia de Fairfield (Connecticut) tinha para fazer a prisão depois de uma perseguição que aconteceu na noite de terça-feira, dia 30 de abril. De acordo com as informações, a polícia informou que o suspeito era o brasileiro Guilherme Lima da Silva, 40 anos, que reside em Bridgeport.

Ele trabalhava na área de jardinagem e é acusado de forçar a entrada na casa de uma mulher de 62 anos de Coventry Lane, por volta das duas da tarde.

A polícia informou, ainda, que ele empurrou a mulher para o chão e a ameaçou com uma faca antes de roubar jóias e trancá-la dentro de uma sala.

Momentos após o incidente, a vítima ligou para o 911 e descreveu um homem usando um chapéu de beisebol e uma jaqueta de cor escura como sendo o seu agressor. De posse desta descrição, um policial avistou o brasileiro dirigindo uma Kia de cor preto e o abordou na Congress Road com a Black Rock Turnpike.

O policial pegou a identidade de Guilherme e enquanto caminhava de volta para sua viatura, o suspeito fugiu.

Várias viaturas policiais perseguiram o carro de Guilherme por alguns quilômetros antes de abandonar. A certa altura da perseguição, o brasileiro saiu do carro, na Davis Road, e tentou fugir a pé. Ele saiu correndo do veículo, mas os policiais conseguiram alcançá-lo e o prenderam na Lilalyn Drive.

Autoridades informaram que encontraram as joias de posse de Guilherme quando o prenderam. O suspeito, que disse à polícia que é brasileiro, está sob fiança de US$ 800 mil e enfrenta acusações criminais e de trânsito. Ele está agendado para comparecer novamente ao Tribunal em 30 de maio.

Fonte: Redação Brazilian Times

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook