Brasileira com câncer de mama em Massachusetts é vítima de “fake news” e ataque de haters

Marla Rabelo é uma ativista na comunidade Brasileira em Boston e incomodada com alguns…

Marla Rabelo é uma ativista na comunidade Brasileira em Boston e incomodada com alguns problemas e acontecimentos, decidiu criar uma WebTv juntamente com o repórter investigativo, Thathyanno Desa, na tentativa de ajudar o máximo de pessoas possíveis.

Há algum tempo, um problema vem chamando a atenção de todos na comunidade. Uma moça, chamada Samara Correa, foi diagnosticada com Câncer e a mesma está passando por uma situação difícil nesse momento.

Marla convidou a Samara para participar ao vivo do programa com o objetivo de esclarecer dúvidas e, posteriormente, buscar soluções.

ACOMPANHE O RELATO:

“Eu me chamo, Samara Cristina Correa, 29 anos, um filho, natural de Governador Valadares – MG, e resido nos Estados Unidos há dois anos e três meses. Sempre trabalhei de manicure, sempre fui uma pessoa que quis crescer, cuidar da minha filha e da minha família. Sempre fui muito responsável, e muito honesta no meu trabalho como tudo aquilo que conquistei aqui nos Estados Unidos. No dia 10 de outubro do ano passado (2020), eu resolvi fazer um exame da mama mais específico, porque um dia eu brincando com a minha filha eu apertei o peito e saiu um liquido marrom. E, logo em seguida, depois de todos os exames que eu fiz, deram diagnóstico de câncer de mama. Então eu tive que lidar com algo novo na minha vida, o que para muitos é a doença da morte, eu tinha que está preparada para lutar contra essa doença, porque eu tenho a minha filha e ela só tem a mim aqui, moramos sozinhas. Eu passei por três cirurgias, e no decorrer de todas as conversas com meus médicos, eu retirei todo o meu tecido mamário. Logo em seguida, o cirurgião plástico fez a parte dele, que era para saber se o câncer não havia atingido algum linfócito. Desde então ninguém sabia, fiquei calada, trabalhei todos os dias, sorri todos os dias antes da cirurgia, e tentei sempre levar isso não como a “doença da morte”, mas sim, algo a mais para eu lutar na vida, algo que eu precisaria ser mais forte. Então, um amigo fez um aplicativo para arrecadar fundos por causa da minha cirurgia e da recuperação. Eu teria que ficar sem exercer as minhas atividades. Depois que esse site foi criado, muitas pessoas (até mais do que eu imaginava) começaram a me ajudar. Pessoas que eu conheço, pessoas que eu não conheço, vários tipos de coisas beneficentes ao meu favor, graças a Deus. Chego na minha casa, tem compras na porta, coisas que me surpreenderam muito. Mas, infelizmente, eu tive que lidar com algo que eu nunca imaginei, que algumas pessoas sejam capazes de fazer: que eram usar o que eu estava passando para poder me difamar, para falar que eu não estava com câncer, para falar que a pouco tempo eu estava nos Estados Unidos e coloquei a prótese de silicone e que minha prótese teria estourado e que eu estaria pedindo dinheiro para poder arrecadar dinheiro da população. Outras pessoas falaram que eu era golpista e mentirosa. Outras pessoas que nem me conhece e que eu não conheço, vem me atacando constantemente. Só que essas pessoas não têm coragem de me atacar, elas criam e-mails falsos, elas pegam números de telefone para poder mandar mensagens. Eu tenho áudios específicos, eu tenho mensagens no email do Go Found que o criador recebeu. Então, assim, foi muito complicado para mim. Eu fiquei muito magoada, muito triste. Mas graças a Deus, hoje eu estou mais forte. Inclusive eu tive que começar a fazer o uso de remédio para relaxar (pois eu não estava conseguindo dormir), e o que eu gostaria de falar, também, é que eu nunca brincaria com uma doença como essa. Eu jamais me aproveito de alguém, ainda mais que eu sei que todos aqui estão por um só motivo: criar nossos filhos, realizar nossos sonhos, ajudar a nossa família, vencer na vida. E quando eu comecei a receber essas críticas, eu não sabia do tamanho da maldade das pessoas, eu não imaginei que as pessoas que não me conhecem, por qual motivos elas fariam isso comigo. Eu soube aos poucos que as pessoas que me difamaram queriam receber algum tipo de ajuda. Eu não parei de sorrir, eu não parei de lutar. E, para muitas pessoas que não sabem, o câncer de mama existe em vários, não é só em um. Infelizmente as pessoas não podem ter o tratamento que eu estou tendo e que vou ter. Muitas pessoas precisam passar por um tratamento mais agressivo, por batalhas mais longas e, graças a Deus, eu não passei por isso. O meu tratamento vão ser cinco semanas de radioterapia durante todos os dias, eu vou ter também uma terapia hormonal, onde todo o meu corpo vai ser mudado, uma nova técnica para me manter saudável. Eu realmente nunca esperava precisar chegar a esse ponto, mas eu gostaria muito de pedir as pessoas que estão fazendo isso para me prejudicar, que não façam isso. Por favor, o que fizeram comigo não façam com mais ninguém. Do mesmo jeito que isso aconteceu comigo, pode acontecer com as pessoas que me acusaram. Nós não estamos livres de doenças, doenças não escolhem bolso, não escolhe coração, não escolhe riqueza ou pobreza. A doença vem para todos! Só que alguns tem uns, outros tem outras, e eu fui escolhida para ter câncer de mama. E isso não me fez querer parar de viver, parar de ser feliz, parar de sorrir. Eu amo trabalhar, eu amo viver, eu amo sorrir. Eu tenho a minha filha e ela precisa de mim, eu tenho a minha família no Brasil que precisa de mim. Eu não deixei a doença me matar porque eu precisava lutar. Mesmo que as pessoas que me prejudicaram me deixaram noites sem dormir, mesmo que eu fiquei muito magoada, eu cheguei a ligar para pedir que não queria mais o Go Found porque estavam muitas pesadas as acusações. A Beatriz que é a pessoa que mais divulgou, é uma pessoa muito respeitada e correta. E querendo ou não, quando as pessoas falaram de mim que eu estava mentindo, automaticamente ela e todas as pessoas que estão ajudando. As mulheres daqui deveriam se unir, para ajudar umas às outras, e não ficar julgando. Por isso, eu gostaria de pedir respeito”.

A final, a entrevistada elogiou e agradeceu, mais uma vez, o excelente trabalho que Marla Rabelo vem desenvolvendo em toda a comunidade. (com informações do Globe News USA)

Apoiem os Pequenos negócios. Mantenha a economia girando!

TABRIZZI DENTAL MALDEN- Dentistas e higienistas brasileiros, no centro de Malden. Promoção especial para novos pacientes: Limpeza + Raio X + Consulta com dentista + Plano de tratamento por apenas: $120. Venha nos visitar: 389 Main Street, suite 104, Malden (MA). (781) 397-9400

CUCKOO SIGNS- Gráfica especialista em fazer o seu negócio aparecer. Adesivos. Camisetas. Website. Estamos localizados no 72 Chelsea Street, Everett (MA). Tel: 857-266-3801

CSI- A solução educacional para estudantes internacionais. Transferência de escolas de idioma. Transferência pós-formatura. Transferência após a conclusão do OPT. Estamos localizados em Chelsea e Worcester (MA). Tel: 888-910-5051.

EXCURSÕES- Se você quer conhecer os pontos turísticos mais lindos e importantes dos Estados Unidos, entre em contato com a Dani Deghi Tour. Você será acompanhado por um guia que falará o seu idioma. Para mais informações, ligue no telefone (848) 863-7770.

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook