Autor de tiroteio que visava imigrantes na Califórnia se inspirou na Nova Zelândia

Segundo o xerife da cidade de Poway, na Califórnia, o jovem John Earnest, de 19 anos, se…

Segundo o xerife da cidade de Poway, na Califórnia, o jovem John Earnest, de 19 anos, se inspirou nos massacres ocorridos em Christchuch, na Nova Zelândia. Ele iniciou um tiroteio dentro de uma sinagoga neste sábado (27).

Além de atirar contra os fiéis, ele escreveu um manifesto antissemita nas redes sociais, onde exalta os ataques a duas mesquitas. As informações foram dadas pelo xerife de Poway, Steve Vaus. O presidente norte-americano Donald Trump também se manifestou.

“A nação inteira chora a perda de vida, e reza pelos feridos, e está de pé em solidariedade com a comunidade judaica. Condenamos com contundência o mal do antissemitismo e o ódio, que deve ser derrotado”, lamentou em seu Twitter.

Pelo menos uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas no ataque deste sábado.

ATENTADO NA NOVA ZELÂNDIA

Os tiroteios perpetrados por “extremistas de direita” no dia 15 de março contra duas mesquitas da cidade de Christchurch, na Nova Zelândia, causaram 49 mortes e deixaram 48 feridos.

Os agressores causaram 41 mortes na mesquita de Al Noor. Outras sete mortes aconteceram no Centro Islâmico de Linwood e outra vítima foi declarada morta no hospital, neste ataque contra imigrantes e muçulmanos, segundo a polícia.

Um dos tiroteios foi transmitido ao vivo através das redes sociais pelo agressor, que aparece em trajes militares dentro da mesquita disparando à queima-roupa em várias pessoas com uma arma automática.

Fonte: Redação Braziliantimes

Fonte: Brazilian Times

Comentários Facebook